Luz Intensa Pulsada

  A Luz Intensa Pulsada (conhecido como IPL) funciona de maneira diferente dos lasers por ter seus raios liberados de maneira difusa. É um equipamento que emite luzes de cores variadas na pele a ser tratada, incorporando o efeito do calor produzido por flashes, que possuem alcance médio e um grande espectro de abrangência, que permite que sejam usadas em diversos tratamentos estéticos. A IPL permite selecionar vários comprimentos de onda e pulsos simples, duplos ou triplos de duração variável. Aumenta a espessura, estimula a produção e reorganiza uniformemente as fibras colágenas e elásticas, além de aumentar a atividade dos fibroblastos, sendo muito benéfica no rejuvenescimento da pele. Provoca a redução de telangiectasias (elimina pequenos vasinhos), melhora de aparência de rugas finas e grossas, melhora da textura e aspereza da pele, redução do tamanho de poros e diminui oleosidade, melhora da elasticidade da pele, redução da elastose e diminuição de ceratoses actínicas e discromias. Também atenua ou remove olheiras, remoção de manchas na pele (mãos, rosto ou colo), rejuvenescimento facial e remoção definitiva de pelos.

       Fotodepilação realizada pela luz intensa pulsada é um método de depilação indolor, que consiste na emissão de luz.  A luz age na melanina do pelo, causando calor, destruindo as células que o produz, promovendo um tratamento duradouro, que necessita apenas de manutenções esporádicas e praticamente indolor.

      Fotorrejuvenescimento não-ablativo com a IPL funciona causando dano térmico reversível do colágeno pela penetração da luz na derme e aquecimento direto destas estruturas, poupando a epiderme. Desta forma, obtém-se a contração das fibras de colágeno e a remodelação propriamente dita das fibras após o período inflamatório. As explicações para a síntese de novo colágeno incluem a absorção da luz pelo sangue, que aumenta a temperatura ao redor dos vasos, transferindo o dano térmico ao tecido adjacente e causando a liberação de mediadores inflamatórios, que induziriam o processo de cicatrização. A energia também estimula diretamente os fibroblastos a produzir mais colágeno.

      São necessárias em média 6 -12 sessões, em intervalos de 3 – 4 semanas entre cada sessão. Os resultados aparecem progressivamente a cada aplicação. Após a sessão, pode aparecer uma leve vermelhidão e algumas crostas finas.

Indicações: envelhecimento e manchas da pele do colo, face e mãos, flacidez e rugas, foliculite, hipertricose, hirsutismo (remoção de pelos indesejáveis), telangiectasias, melhora da textura e aspereza da pele, redução do tamanho de poros.

Cuidados após tratamento:

Indica-se o uso de bloqueador solar FPS 30 e evitar ao máximo a exposição ao sol. O paciente pode voltar a suas atividades normais imediatamente.