Toxina Botulínica

   A utilização da toxina botulínica com fins terapêuticos vem aumentando, e as indicações atingem amplas áreas de atuação. Ela é uma neurotoxina produzida por uma bactéria chamada Clostridium Botulinum e amplamente utilizada para promover o relaxamento temporário da contração muscular ocasionada por movimentos repetitivos de expressão no campo do rejuvenescimento facial (rugas e linhas de expressão), sorriso gengival e hiperidrose.

Os efeitos começam a aparecer por volta de 72-96 horas, sendo que a paralisia total dos músculos tratados acontece após 15 dias. No tratamento da hiperidrose o início de ação pode demorar até uma semana.

   A duração do efeito é muito variável. Para rugas de expressão, em geral de 4 a 6 meses, conforme a predisposição genética de cada indivíduo. Fumantes e praticantes de esportes intensos costumam ter uma duração menor. Para hiperidrose pode durar de 5 a 9 meses.

Indicações: amenizar e prevenir rugas e linhas de expressão causadas pelo movimento repetitivo da pele como na testa (região frontal), entre as sobrancelhas (região da glabela) e ao redor dos olhos onde costumam aparecer os chamados “pés de galinha” (região periorbitária). Pode ser usado também para amenizar a contração da gengiva em casos de sorriso gengival e no tratamento de hiperidrose palmar e/ou axilar.

 

Cuidados após aplicação da toxina:

– Evite massagear os locais de aplicação, exposição solar intensa, exercícios físicos e secador de cabelo nas primeiras 24 horas;

– Evite deitar-se nas primeiras 4 horas;

– Evitar procedimentos estéticos faciais que utilizam calor (radiofrequência, máscara quente, CO2 fracionado, peelings químicos, dentre outros) após a realização da toxina botulínica.