Radiofrequência no Rejuvenescimento Íntimo

Os efeitos térmicos da radiofrequência desencadeiam uma cascata de reações fisiológicas como: vasodilatação, aumento do metabolismo local e estímulo à formação de novo colágeno ou neocolagênese das fibras colágenas ao longo do tempo, devido a uma resposta de cicatrização secundária e subsequente remodelação

O corpo responde a altas temperaturas pela estimulação de uma proteína denominada proteína de choque térmico (Heat Shock Proteins – HSP). A elevação da temperatura estimula a formação de HSP-47, proteína que protege o colágeno tipo I durante a sua síntese, sua liberação ocorre em resposta imediata à agressão causada por altas temperaturas. A hipertermia gerada a nível de derme produz um estímulo da síntese na célula dessas proteínas HSP causando a expressão de TGF-beta-1 (fator transformador de crescimento beta-1), que por sua vez, estimula a HSP- 47 fazendo com que os fibroblastos reajam aumentando a produção de colágeno.

 A procura por tratamentos para rejuvenescimento íntimo tem aumentado muito, por se tratar de técnicas não ablativas, sem necessidade de tempo de recuperação e que apresentam bons resultados, principalmente a radiofrequência no rejuvenescimento íntimo por melhorar a aparência da região genital no que tange à redução da flacidez tissular dos grandes e pequenos lábios

As características anatômicas e funcionais da genitália externa feminina podem interferir no comportamento psicológico e social da mulher, independentemente da sua idade e nível sociocultural, interferindo de forma significativa na sua vida sexual. Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece a saúde sexual como parte integral na saúde do indivíduo e com grande influência na qualidade de vida, e a define como um estado de bem-estar físico, emocional, mental e social ligado à sexualidade, sendo influenciada por fatores biológicos e psicológicos.

Indicações: reduzir a flacidez e a hipercromia – manchas e escurecimento da vulva -, além de promover a restauração do colágeno e o rejuvenescimento da região. Ajuda a ter mais lubrificação vaginal, menos dores durante as relações sexuais, diminuição dos sintomas da menopausa na questão urinária e ajuda no problema da atrofia genital. O tratamento é destinado as pessoas com mais idade e também mulheres que estão se recuperando de um pós-parto.

Cuidados Após o Tratamento

Gestantes e lactantes, pessoas com marcapasso, câncer ou metástase, imunodepremidos, infecções, fungos, DIU, doenças autoimunes.

Observações

1- Não são todos os equipamentos de radiofrequência que podem ser utilizados para o tratamento de rejuvenescimento íntimo, então é preciso ter bastante conhecimento sobre a técnica e também sobre o equipamento que irá utilizar. 

2- Não é qualquer profissional que possui habilitação para realizar esse tipo de tratamento/atendimento, então é muito importante pesquisar bem sobre o profissional que irá lhe atender.